Fim e Início



 Estão todos encarando como um fim e esquecendo que daqui para frente, estaremos cheios de "inícios". A caminhada será longa outra vez, com mais tropeços, desvios, erros e acertos. Sempre com o propósito de ir em frente, de vencer e ter sucesso. E quando lá no meio do caminho sentirmos que nada está indo como o planejado, é só recordar os fortes laços que fizemos, as conquistas e a esperança que nos fizeram chegar até aqui. Uma jornada terminou para que outra pudesse iniciar. E que venham novas batalhas para que sejam enfrentadas com a mesma determinação. O futuro nos espera.


Hi people! Eu não morri HAHA. Apenas me desliguei do blog por alguns motivos. Escrevi esse mini-texto apenas para dizer adeus ao ensino médio. Vou sentir muita falta da rotina e de alguns amigos loucos dos três últimos anos que foram muito especiais para mim. Recentemente uma professora descobriu esse meu blog e o apresentou para os meus antigos colegas de turma. Com isso, me fez pensar em voltar a blogar. Sabe-se lá o que vou escrever por aqui de agora em diante! Enfim, provavelmente vou postar sobre minha nova rotina e descobertas da nova fase da vida (faculdade, uhul!). Espero que os próximos textos sejam melhores que os antigos ;D
Ah, obrigada professora Marcela. Todas as homenagens que fizemos a você foram realmente merecidas!

Anne.

De vidros fechados.


 Já passavam das 03h00min da madrugada e meu telefone tocou pela última vez, marcava na tela 10 ligações perdidas. Eu estava confuso e perdido demais em mim mesmo pra atender seja lá quem fosse. Eu estava dentro do meu carro, chovia muito lá fora. Eu chorava como uma criança ou como uma menina adolescente que acabou de terminar com o namoradinho. Eu poderia culpar a minha falta de sorte ou até mesmo meu horóscopo maldito por tudo aquilo, mas isso não mudaria nada. Não precisava de muita coisa naquela noite sombria, talvez uma garrafa de vodka ou qualquer outra bebida alcoólica do meu lado já ajudaria. Apesar de confuso eu sabia perfeitamente que o melhor era eu ficar sozinho por um bom tempo até que toda aquela dor se escondesse em algum lugar dentro de mim, de novo. Eu pensava tanto no que meu pai me dizia “perca tudo, menos o controle sobre si”, aquilo de certa forma era extremamente reconfortante, apesar de tudo eu ainda estava pensando, muito desequilibrado e bêbado, mas estava são.
Nunca vi o relógio tão lento, nunca vi meu corpo tão dolorido, nunca senti meu coração tão fora do lugar. Eu estava andando sem direção, passando por ruas nunca vistas antes. A chuva não parecia enfraquecer, pelo contrário, chovia cada vez mais forte. O vento lá fora era devastador, não se via ninguém. Éramos eu e toda aquela solidão na qual eu me encontrava. As luzes dos postes e das casas e dos prédios se refletiam nos meus olhos fundos, cada gota de chuva ornava com minhas lágrimas. Até mesmo as sirenes pareciam se distanciar de mim naquela noite.
Não sei até quando eu ficaria dentro do meu carro com os vidros fechados ou por quanto tempo toda aquela chuva duraria. Eu só sabia que, naquele momento, eu só queria paz e muito silêncio para o resto daquela madrugada.


@everton_mooraes

Amor de Dentro pra Fora.


Esse é mais um - dos milhões - de textos sobre o amor. Porém, dessa vez, não vim falar de casais. Não vim falar de amor platônico, de fantasias e desejos. Dessa vez, estou aqui para falar do amor que você deve sentir ao se olhar no espelho. 
 Horas atrás de começar a escrever esse texto, recebi uma mensagem no celular. Era uma amiga minha dizendo que estava mal por sentir falta de um garoto que, aparentemente, não a merece. Comum, não? E como dizer para essa garota que ela deve seguir em frente, se a sua mente se encarrega de sufocá-la com as lembranças? Eu tentei, juro. Tentei dizer para ela que não deve ficar triste, pois quem consegue viver sem tê-la em sua vida, de fato, não a merece.
 O melhor que ela pode fazer é levantar, enxugar as lágrimas do rosto e sorrir para si mesma. Lembrar que tristeza dá rugas, infelicidade maltrata e enfraquece a alma. Olhar pela janela e ficar feliz por ver o dia lá fora. Encontrar um motivo pra sorrir nas pequenas e mais insignificantes coisas da vida. 
 O amor não é ruim. Essa é uma característica do ser humano, não desse sentimento. É extremamente errado dizer que é ruim se apaixonar. Claro que não! O problema está em se apaixonar por pessoas que não sabem se relacionar. Um relacionamento é um conjunto de vínculos recíprocos entre pessoas. É difícil de entender? Quando o sentimento não é mútuo, não há motivo para se manter o namoro, o casamento e até mesmo a amizade.
  Aprendeu, menina? Que você deve sair para se divertir e aproveitar. Que você deve passar aquele batom rubi que guardou por medo dos comentários das pessoas. Se acha que aquela roupa fica incrível em você, use-a! Não tenha medo das escolhas, não tenha medo de errar. Só tenha medo de amar tanto alguém e esquecer de se amar. Tenha medo de esquecer quem você é e o que você pode fazer. Lembre-se, meu bem, que antes de se conhecerem, você já andava com tuas próprias pernas e aprendeu sozinha a se levantar.

@baananne

Abre o olho!



 Todo mundo, um dia, tem que passar pela fase de encarar a vida morando sozinho(a). Faz bem. Você descobre seus limites, adquire sua liberdade, perde - ou ganha - medos e começa a aprender a viver. Os pensamentos ficam a mil, pois são tantas coisas novas que vira seu universo de cabeça para baixo. Ruas, cidades, lugares e pessoas completamente diferentes. 
 No começo, é natural seus pais sentirei um pouco de receio. Não querem perder seu filhinho para o mundo. Não querem aceitar que aquele bebê agora cresceu e precisa tomar conta do próprio nariz. Mas eles precisam entender que já passaram por essa fase antes e que agora é a sua vez de experimentar. Assim como uma criança precisa levar um tombo.
 Se os seus pais forem iguais aos meus, estamos com um sério problema. Já faz algum tempo que eles tentam me convencer de que morar sozinha é muito perigoso e tentam me amedrontar falando sobre assaltos, sequestros, etc. E é uma longa batalha mostrar que tudo acontece por um motivo. É preciso saber que ninguém está livre de perigos, mas que ser pessimista só piora a situação.
 Recentemente aprendi que não é só o mundo lá fora que pode me atingir. Quem você menos imagina pode estar na espreita, esperando sorrateiramente para puxar seu tapete. É por isso que eu não tenho medo da independência. Tenho medo do ser humano. Do que eu não conheço e daquele que eu chamo de irmão e tem mil e uma faces. Pode ser que aquele desconhecido seja uma pessoa de bem e aquele que te recebe com o melhor sorriso, dois beijos no rosto, um abraço e um "você sumiu, hein?!" seja o vilão da história, disfarçado de mocinho. 

@baananne

Hoje eu acordei com vontade de viver.



Fevereiro está quase aí e eu não fiz nada de útil em janeiro. A rotina das férias me pegou e eu não sei como me livrar dela. Dormir tarde, acordar mais tarde ainda, má alimentação, internet, música e celular. Só. Dias cada vez mais fastigiosos e desperdiçados. 2012 foi um ano muito bom. Me lembro dos melhores momentos como se fosse ontem. Das melhores risadas, brincadeiras, beijos e abraços. E é claro, das lágrimas também. Ainda sinto o peso delas.
 Lembro do que planejei no final de 2011, das coisas que eu queria conquistar no ano seguinte. Sonhos, desejos, fantasias. Havia escrito tantas coisas naquela lista e agora nem sei se todas foram realizadas. E a surpresa das coisas que aconteceram por acaso? E será que foi o acaso mesmo?
 Conheci pessoas que eu não quero que saiam da minha vida. Outras foram embora pra nunca mais voltar. Vivi momentos extraordinários e que jamais poderão ser esquecidos. Coisas que volta e meia eu gosto de reviver, para ter a mesma sensação. Não ficaram no passado, ficaram na história - na minha. No livro da vida que eu escrevo a cada segundo.
 Quanto aos dias tristes, trago comigo o aprendizado e a vontade de ter feito diferente.Talvez, de ter sido mais forte. Mas nada me impede de fazer isso agora. Mudar, reconstruir, substituir. Trocar lágrimas por sorrisos, mentiras por frases sinceras e verdadeiras, pessoas falsas pelo gosto de estar sozinha, pois a ausência de pessoas faz você refletir sobre quem você é.
 Então 2013, ainda não comecei a te aproveitar. Ainda não me dei conta de que outro ano começou, que novas pessoas virão, novas aventuras. Mais um capítulo para escrever. Vem 2013, me mostra o que é que você tem de melhor, me mostra como é estar viva de novo.

@baananne


Vem!


Quero lhe dizer que desde a última vez que nos vimos, não sei o que é dormir e conheço na prática a definição de insônia. Sabe o que é deitar na cama, olhar pela janela e ver que um novo dia está começando enquanto você se entrega ao intrigante mundo dos sonhos? Eu passo madrugadas pensando em nós - e o resto do dia também. 
 O problema é que eu não sinto falta, eu morro de saudade. Estou quase contando os segundos para te ver. Consulto o calendário a cada instante, na esperança de que os dias passem mais rápido. Por favor, alguém pode inventar um acelerador de tempo? Eu agradeço desde já.
 Cansei desses dias monótonos, amarelados, preguiçosos. Quero de volta aqueles dias cinzas, contentes e cheios de compromissos. Cansei de não ter o seu abraço, de não sentir seu cheiro, de não ouvir você dizer que eu sou irritante e que me detesta. E dez segundos depois dizer que é mentira e que me ama. Aí a gente se beija, o tempo para e meu coração sabe o que é felicidade de novo. Vê? Eu preciso de você para que as coisas voltem ao estado natural. 
 É que você me encontrou quando eu queria me perder. Resgatou-me de um um buraco escuro onde eu havia me refugiado. E desde então eu não consigo me imaginar sem a luz que vem de você. Dos olhos, do sorriso, da risada... Do coração. Então vem, me abraça e diz que isso era tudo o que você precisava. E me beija de novo que eu quero ver os ponteiros do relógio congelarem enquanto eu guardo esse momento no meu baú de memórias.

@baananne
 




Dúvidas.


 Mil pensamentos me sufocam enquanto estou aqui, deitada na cama. Madrugada a dentro eu passo remoendo lembranças. As mesmas perguntas que pairam na minha mente são as mesmas que as suas? É, acho que não.
 Sempre quis saber como classificar o nosso relacionamento, que passa de uma amizade, porém é mais simples que um namoro. Tantas vezes fantasiei algo mais sério e guardei as cenas imaginadas só pra mim. Lembro-me das vezes que me disse que entre nós só havia amizade e nunca me atrevi a te contar sobre meus planos secretos. Estes que, aos poucos, você enterra dentro de mim.
 É difícil te ver e não lembrar das suas palavras, dos seus gestos e do carinho. É horrível te ver abraçando outra garota. Mas calo em mim palavras que me cortam, que me rasgam na vontade de te dizer que eu te amo. Que aquela garota que estava contigo na última vez que nos encontramos não vai gostar tanto de você como eu. Mas disso você nunca saberá, já que nunca quis me ouvir dizer.
 E será que um dia você encontrará alguém que te complete? Será que encontrarei alguém que te arranque do meu coração? Ou você irá se arrepender de ter me dado as costas e me deixado te olhar enquanto você ficava cada vez mais distante?
 Era amizade e eu não sei de quem foi a culpa de ter se tornado mais que isso. Agora somos conhecidos e eu não posso nem chegar perto de você por causa da tal namorada. Eu sei, não temos e nunca tivemos compromisso, mas a tua companhia já me bastava. Foi besteira minha achar que, como amigo, você não me deixaria cair, mas nem se quer estendeu a mão para ajudar-me a levantar.
 As lembranças eu levo comigo, porque é melhor recordar os momentos bons do que visualizar a realidade. E toda vez que eu paro pra pensar em como seria se estivéssemos juntos, uma pequena gota de saudade escorre pelo meu rosto.


@baananne




Você pra mim foi meu céu, meu mar e hoje por mim nada sente, mas como explicar o ‘eu te amo’ que me dissestes a toda hora e momentos que estavamos juntos?
Conseguiu me magoar do pior jeito que um ser humano pode causar ao outro.
Tudo na vida tem seu preço. Agora resta-me erguer a cabeça e seguir em frente. Dificil será, mas é o que me resta. Ainda assim correndo o risco do fracasso, das decepções, das desilusões, mas nunca deixando de buscar o amor. Quem desistir da busca, nunca vencerá.


Por: Lorrayne Nascimento.

Carta pra você (que talvez nunca chegue).


  Olá. Aqui já passa da meio noite. Não sei como você está, não sei como foi seu dia. Aliás, não sei como está sua vida aí. Seja lá onde você estiver. Por onde eu posso começar? Vou tentar resumir tudo que tenho pra dizer, mas já vou lhe avisar, esta carta não será curta.
  Lembro de cada detalhe seu. Lembro dos seus olhos claros, de seus cabelos loiros, encaracolados e macios. Lembro de nossas brincadeiras infantis, de nossas risadas. Lembro ainda das tardes que passamos juntos, que saímos juntos. Não ouso dizer que somos grandes amigos, afinal, você não tem muitos amigos.
  Sem dúvidas o que mais me encantou foram seus olhos brilhantes, eles pareciam sempre me dizer alguma coisa que eu nunca consegui entender. Eu sempre quis olhá-los de perto, sentir seu cheiro de roupa limpa, te abraçar sem medo de repulsa, te tocar de uma forma que te agradasse e que você retribuisse sem pensar. Sempre quis te ligar e ouvir do outro lado da linha você dizer "senti sua falta".

 Sempre quis ser sua prioridade, ser o primeiro contato da sua agenda, ser seu refúgio nos piores dias e sua alegria nos melhores. Compartilhar momentos, fazer planos e colocá-los em prática, tudo isso ao seu lado. Se meu telefone tocasse e seu número aparecesse na tela, eu atenderia imediadamente só para ouvir você dizer espontânamente " eu te amo". 
 Sabe, esses foram meus sonhos. Talvez eu nunca tenha me iludido por inteiro, por saber que tudo isso apenas sonhos meus. Mas sem querer, sofria sua ausencia, sentia sua falta. São como vultos assassinos em um quarto escuro. 

Você é tão igual a mim. Gostamos de várias coisas parecidas, temos características da personalidade que se batem. Não sei se isso é bom, mas me alegra muito. Eu costumava dizer que depois daquela viagem, que foi quando eu não pude mais controlar o que eu sentia, que o sol derreteu o meu sonho de escorregar na vida junto com você. 
 Sempre te avistava de longe, com seu andado firme e carrancudo. Vontade de correr pra te abraçar e gritar pra quem quisesse ouvir "fica comigo!", mas meus anseios me travavam e também não faria muito sentido eu fazer tudo isso se no final você não retribuisse.

E hoje mais maduro percebo que você nunca vai me retrubir e então decidi lhe enviar esta carta... Digamos que é uma carta de despedida de você do meu coração. Minha intenção não é que você descubra que sou autor e venha correndo pros meus braços, longe disso. Só precisava que soubesse de tudo isso. E mais nada.
Ps: Eu te amo, só que a brincadeira de criança acaba aqui.

@everton_mooraes.

Just do it!

 
Acho que esse texto nunca fará sentido. São apenas palavras soltas que volta e meia me tiram o sono às 02:15 da madrugada. Disseram-me outro dia que perca de sono é sinal de que alguém em algum lugar do mundo está sonhando contigo naquele momento. Será?

Tenho mania de me sobrecarregar de histórias, entende? Dos outros, da minha vida e até de pessoas que não costumo conversar. No começo, é até legal. Várias coisas para pensar. Mas depois, me sufoca.  Me prendo no passado, no presente e no futuro dessas histórias. Relembrando, imaginando e me perguntando: por quê?

Saber a resposta não muda a pergunta.

É estranho olhar pra trás e ver como você mudou. Saber que deixou de lado tantos sonhos, tantas manias e que agora, não tem mais rumo. Difícil é saber que antes, você esbanjava sorrisos e felicidade. E que hoje, faz isso quando quer esconder sentimentos indesejados.

Machuca quando alguém pergunta se está tudo bem e você mente, porque não sabe se realmente está.

 Sempre guardamos algumas cicatrizes, na curiosidade de saber se daqui a algum tempo, ao cutucá-las, sentiremos dor. 

Talvez a chave realmente seja a felicidade. O difícil é saber como alcançá-la. Abrir o coração te deixará exposto demais? Vulnerável demais?
E se você fizesse tudo que tem vontade? Pegar o ônibus e ir atrás daquela pessoa que você sente saudade. Telefonar no meio da noite pra dizer: eu te amo. Gritar de alegria quando algo bom acontecer. Abraçar, beijar, sorrir. Não deixe pra depois, faça. 

Palavras o vento leva. Atitudes o coração guarda.


“I keep dreaming you'll be with me and you'll never go. Stop breathing if I don't see you anymore." Far Away, Nickelback.
(: